Refinaria Design

Linguagem simples: tornando a comunicação mais acessível

Uma comunicação é simples quando a pessoa que lê o documento ou escuta a mensagem consegue entender o conteúdo de forma fácil, sem precisar reler o texto várias vezes ou pedir explicações para outra pessoa.

Você já ouviu falar em Linguagem Simples?

Comunicar de forma simples significa que as pessoas conseguem entender facilmente o que está sendo dito ou escrito, sem ter que reler ou pedir ajuda.

Embora a Linguagem Simples beneficie bastante as pessoas com deficiência, sabemos que qualquer ação feita com o intuito de promover a inclusão é uma atitude que beneficia todo mundo. Uma cidade que acolhe as diferenças é menos desigual, mais autônoma e mais cidadã.

No Brasil, muitas pessoas têm dificuldades para ler. Cerca de 8% são analfabetas, 22% têm analfabetismo funcional, 34% têm grau de alfabetismo considerado elementar e apenas 12% são cognitivamente capazes de ler textos longos. Portanto, é urgente usar a Linguagem Simples em todas as formas de comunicação. (Dados de 2018 – fonte: Inaf)

Embora a Linguagem Simples seja discutida no mundo desde 1940, no Brasil ainda está em tramitação o Projeto de Lei 6.256/2019 na Câmara dos Deputados, que visa obrigar o governo a usar uma linguagem simples para tornar as informações mais acessíveis, cumprindo a Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/11), que determina que o Estado deve garantir o acesso à informação em linguagem fácil de entender.

Em 2021, foi criada a Rede Linguagem Simples Brasil , com o objetivo de conectar pessoas e compartilhar conhecimentos sobre Linguagem Simples! Vale a pena acompanhar!

O design é uma ferramenta poderosa para tornar a comunicação mais simples. Usamos infográficos, hierarquia de textos e síntese para comunicar e sempre pensamos nas necessidades do usuário.

Veja a seguir, uma lista básica para começar a usar a linguagem simples nas suas comunicações:

TEXTOS

  • Use frases curtas e diretas.
  • Prefira a voz ativa nas frases.
  • Evite palavras complicadas e use palavras do dia a dia.
  • Explique palavras difíceis.
  • Evite palavras estrangeiras não comuns.
  • Evite termos pejorativos e discriminatórios.
  • Organize o texto de forma estruturada.
  • Coloque as informações mais importantes primeiro.
  • Escreva uma ideia por frase.
  • Evite redundâncias e palavras desnecessárias.
  • Escreva o nome completo antes das siglas.
  • Evite palavras abstratas.

DESIGN

  • Use grid para organizar o layout.
  • Defina claramente a hierarquia das informações.
  • Utilize imagens claras e limpas.
  • Mantenha um bom contraste de cores.
  • Evite muitos recursos gráficos.
  • Use fonte em tamanho mínimo 12 para impressos e 14 para web.
  • Use fonte sem serifa e evite as cursivas (manuscritas).
  • Use negrito para destacar.
  • Deixe espaço duplos entre frases e parágrafos.
  • Evite frases intercaladas.
  • Deixe espaços vazios entre os textos.
  • Em espaços reduzidos como cards para redes sociais evite ultrapassar 20% do espaço com texto.
  • Priorize o texto alinhado à esquerda, sem justificar. (os buracos de textos afetam a leitura).
  • Utilize bullets para listar mais de 3 coisas.
  • Evite texto em cima de imagens ou cuide para que o texto tenha uma boa leitura.
  • Sempre que der, imagem à esquerda, texto à direita.

VALIDAÇÃO

  • Apresente a informação ao seu público foco.
  • Verifique o entendimento da mensagem.
  • Ouça dúvidas e sugestões.
  • Revise o texto.
  • Reserve tempo para a validação.
  • Reformule o conteúdo de acordo com as sugestões.
  • Leia o texto em voz alta.
  • Utilize a ferramenta de verificação de acessibilidade do Word.

Para saber mais:

Baixe aqui a cartilha SIMPLES ASSIM, comunique com todo mundo, uma publicação ótima coordenada pela Patrícia Almeida, com a colaboração de Lara Pozzobon, Jessica Figueiredo, Juliana Righini, Patricia Roedel, Alex Duarte, Lais Costa e Cecilia Quental.

Guia de Acessibilidade Comunicacional para a Atenção Integral à Saúde das Pessoas com Deficiência.

Guia de Acessibilidade na Comunicação em Cordel: Acessibilidade na Comunicação para Atenção Integral à Saúde das Pessoas com Deficiências.

Acompanhe o Projeto de Lei 6.256/2019 na Câmara dos Deputados.

Veja vídeo da Juíza que resolveu simplificar as decisões que toma, traduzindo o juridiquês para linguagem simples.

Este texto foi escrito após a nossa FORMAÇÃO EM LINGUAGEM SIMPLES, em setembro de 2023, realizada pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca /Fiocruz, em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência da cidade do Rio de janeiro e a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência/MDHC. Evento promovido pela Diretoria da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ. A formação foi guiada pela Flávia Cortinóvis da SMPD/ Rio e pela Laís Silveira Costa da ENSP/Fiocruz.

Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Best WordPress Themes Free Download
Free Download WordPress Themes
free download udemy paid course
download huawei firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy course download free