Que time é esse?

Eu e Rafaela somos da turma que iniciou os estudos na faculdade em um ambiente sem computadores. Fizemos artes-finais em overlays, usamos papel manteiga para fazer as marcações e aprovamos muito prelo. Mas tivemos que apresentar nossos projetos finais (agora, TCCs) em computadores emprestados dos amigos mais descolados. Em 4 anos o panorama tinha mudado completamente – quem não tinha computador estava por fora. Somos desde então a geração da transição e o que aprendemos na universidade foi que nosso saber é transitório e precisa se manter atualizado sempre. Não tem sossego.

Há 5 anos tomamos a decisão de entrar de cabeça no mundo online (sites e afins). Para quem vem da escola do livro, do impresso, do tátil e da produção, fazer entregas para “subir na nuvem” pode não ser uma transição fácil, mas para nós foi. Porque entendemos que as práticas e teorias do “passado” só potencializam a forma de criar “o futuro” e porque somos (e temos uma equipe) curiosas pacas. Está rolando uma novidade? Estamos dentro!

Por isso a característica que mais valorizamos nas pessoas que estão nessa trajetória conosco é justamente esse desejo do novo, essa curiosidade eterna, esse “só sei que nada sei”.

Dito isso, definimos como meta de 2019 nos tornar o que vem sendo chamado no mercado de agência 360 ou full service e, para alcançar esse objetivo, só acreditamos em um caminho: capacitação. Todos nós, da Refinaria, até o fim de março seremos experts em atendimento de marketing digital, SEO, google adwords, mídias sociais, e-mail marketing, mensuração, inbound, web analytics. Não que já não façamos posts, blogs, e-mail mkt e demais peças que compõe a comunicação institucional do momento. Fazemos faz tempo. Mas agora será diferente e será estratégico. Nosso objetivo é compreender todas as possibilidades para não fazer mais do mesmo.

Queremos que a equipe toda seja formada por designers completos, com saberes diferenciados e que consigam resolver qualquer problema dos clientes relacionado à estratégia, comunicação e design. Que time!

Vai ser incrível! Quem já fez site conosco sabe que o resultado não é uma mera programação bonitinha. O processo envolve questionamentos, provocações e faz pensar. É uma construção coletiva e as empresas ou instituições passam pelo que chamamos de “terapia institucional”. Imaginem o que faremos com as mídias digitais?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *