Balanço: nossos números de 2018

No balanço de um ano agitado, entre grupo de whatsapp, fakenews e tsunamis emocionais, fizemos nossa retrospectiva. Olhamos para o que passou porque acreditamos que inovação é o futuro desejável acontecendo agora. Um passo para trás, para dar dois para a frente. E como acreditamos no poder dos números que contam histórias, aqui vão os nossos. Alguns nos revelaram verdades – descobrimos que tomamos 5.000 xícaras de café. Outros deram um orgulho danado. Vamos lá:

Somos sete designers atendendo uma média de 40 projetos por semana. No ano, 45 empresas estiveram conosco, nos enchendo de novos assuntos. Para provar que nossa essência é editorial, fizemos 50 publicações – entre livros, relatórios, cartilhas e anuários. No total, foram 4.500 páginas diagramadas no ano!

E a febre dos infográficos se mostrou poderosa e nos fez cada vez mais experts no assunto. Produzimos três a cada semana. Quebramos as nossas cabeças, alguns foram mais simples, outros mais complicados. Mas conseguimos entregar 150 imagens que valem por mil palavras.

Desenvolvimento de sites e a criação de novas identidades visuais também são desafios que gostamos de encarar e nos dão um orgulho danado. Nos identificamos com quem quer empreender, porque estamos nesse barco há 22 anos e temos muita experiência para trocar. Em 2018, desenvolvemos um site a cada três semanas. E uma identidade visual nova foi entregue a cada mês.

Muitas vezes, acontece o contrário, são os nossos clientes que nos dão um orgulho danado! Desde 2009, começamos uma caminhada de responsabilidade social. Nossa ideia é participar ativamente nas ações que tornam o mundo um lugar melhor fazendo o que a gente sabe fazer bem: design. Por isso, foi lindo ver que cinco de nossos parceiros (pois são mais do que clientes) ficaram entre as 100 melhores ongs do Brasil, em 2018.

Somos motivados por grandes propósitos, mas também somos movidos a música, água, bananas e castanhas. Em 2018, ouvimos 99.034 minutos de música, bebemos 1.250 litros de água, comemos 500 bananas e 2kg de castanha-do-pará.

Sobre as 5 mil xícaras de café, já conversamos e a meta é diminuir esse número para o ano que vem, tá?! 

Que venha 2019!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *